OS FATORES CONDICIONANTES DA GESTÃO DE CUSTOS INTERORGANIZACIONAIS EM UMA INDÚSTRIA METALÚRGICA DA CIDADE DE RIO DO SUL - SC

Sabrina do Nascimento, Alexandre Matos Pereira, Jorge Eduardo Scarpin

Resumo


O artigo buscou identificar os fatores condicionantes da Gestão de Custos Interorganizacionais (GCI) em uma indústria metalúrgica na cidade de Rio do Sul em Santa Catarina. Na metodologia, optou-se pela estratégia de estudo de caso numa empresa metalúrgica líder do segmento de bicicletas, com abordagem qualitativa e por meio de um conjunto formado por 5 questionários propostos por Souza (2008). Dentre os achados da pesquisa, verificou-se que em relação aos cinco fatores condicionantes analisados (i) os produtos apresentam alta funcionalidade; (ii) os componentes demonstram alto grau de restrição tecnológica e elevado índice de valor; (iii) quanto ao nível de relacionamento a empresa estabelece relações de interdependência do tipo principal, onde os fornecedores se envolvem no processo de criação, desenvolvimento e fabricação dos produtos; (iv) o tipo de cadeia que a empresa encontra-se inserida é do tipo democracia em relação aos concorrentes internacionais; e (v) os mecanismos utilizados pela empresa são do tipo capacitores. Pode se concluir que os fatores condicionantes da GCI estão presentes na empresa analisada e sua implementação torna-se recomendável e estimulada pela utilização de outros mecanismos que auxiliam na gestão dos custos.


Palavras-chave


Custos Interorganizacionais. Estudo de Caso. Indústria Metalúrgica.

Texto completo:

PDF


 

 

  Revista ABCustos - ISSN 1980-4814

  Associação Brasileira de Custos, São Leopoldo, Rio Grande do Sul, Brasil

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia