TOC E ABM: UMA ANÁLISE COMPARATIVA À LUZ DA LITERATURA ESPECIALIZADA EM SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS

Samuel Cogan, Carlos Roberto Kerber, Rodrigo Barreiros Leal, Ronaldo Francisco dos Santos, Anderson Chaves Da Silva, Carlos Alexandre Nascimento Wanderley

Resumo


Este artigo tem por objetivo promover uma análise comparativa entre dois sistemas de informações contábeis (SIC), à luz da literatura especializada: a Teoria das Restrições (Theory of Constraints- TOC); e a Gestão Baseada em Atividades (Activity Based Management ABM); sob os aspectos de três dimensões para verificar se exercem a função de um sistema de informação propriamente dito. Motivado pelo surgimento de diversos modelos de SIC que prometem agregar qualidade a informação útil à tomada de decisão, procurou-se neste trabalho evidenciar os aspectos e características inerentes de cada um. Os aspectos metodológicos compreendem uma revisão bibliográfica que procura explicar e discutir o tema proposto, aliada a uma análise comparativa. Estruturalmente, é realizada uma revisão de literatura acerca de Sistema de Informação (SI), Teoria das Restrições (TOC) e Gestão Baseada em Atividades (ABM). O procedimento de comparação é parametrizado por três dimensões (finalidade, eficácia e sucesso) visando observar pontos como abrangência e alcance. Nesse ínterim, a pesquisa procura identificar os pontos semelhantes, bem como as relevantes diferenças entre os referidos SIC. Em linhas gerais, foi possível concluir algumas semelhanças e diferenças entre a TOC e a ABM e que, mesmo com algumas restrições ou o não atendimento de algum requisito, atendem a finalidade a que se propõem de forma eficaz e com o sucesso esperado.


Palavras-chave


Sistema de Informação. Teoria das Restrições. Gestão Baseada em Atividades.

Texto completo:

PDF


 

 

  Revista ABCustos - ISSN 1980-4814

  Associação Brasileira de Custos, São Leopoldo, Rio Grande do Sul, Brasil

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia