O QUE É MAIS VANTAJOSO PARA O MUNICÍPIO DE PATOS DE MINAS: MANTER PRÓPRIO OU TERCEIRIZAR O TRANSPORTE PÚBLICO ESCOLAR RURAL? UM ESTUDO DE CASO

Geovane Camilo Santos, Maria Auxiliadora Godinho Oliveira, Edvard Trajano Junior

Resumo


O objetivo principal deste artigo é verificar a modalidade mais vantajosa para a Prefeitura Municipal de Patos de Minas: manter próprio ou terceirizar o serviço de transporte público rural. Justifica-se por gerar conhecimento sobre custos com transporte escolar rural; aumentar o número de trabalhos empíricos publicados sobre o setor público e apresentar à população como os recursos arrecadados estão sendo empregados. O estudo tem abordagem quantitativa, quanto aos objetivos é uma pesquisa descritiva e por estudar a prefeitura patense é caracterizado como um estudo de caso. Os valores utilizados até o dia 30 de junho de 2013 são reais e a partir do dia 01 de julho de 2013 são estimados. Na análise foram utilizadas quatro rotas de transportes; duas próprias e duas terceirizadas, sendo em cada uma delas dois veículos, uma kombi e um ônibus. Os valores referentes aos veículos terceirizados foram disponibilizados pelo setor de compras e licitação da prefeitura. Quanto aos valores referentes aos transportes próprios estes foram apurados mediante cálculos realizados utilizando dados repassados pelo setor de transporte daquele ente público. A apuração foi separada em: custos fixos e custos variáveis. Os resultados encontrados demonstram que o transporte escolar rural terceirizado para o veículo ônibus é mais vantajoso para o município, e manter próprio o transporte com o veículo kombi é melhor, considerando o fator quilômetro unitário rodado.


Palavras-chave


Contabilidade. Custo. Transporte escolar.

Texto completo:

PDF


 

 

  Revista ABCustos - ISSN 1980-4814

  Associação Brasileira de Custos, São Leopoldo, Rio Grande do Sul, Brasil

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia