OPERAÇÃO EM MERCADOS FUTUROS E LUCRATIVIDADE DA PROPRIEDADE RURAL: ANÁLISE BASEADA NOS CUSTOS DE PRODUÇÃO DE CAFÉ

Larissa Ananda Paiva Maciel, Carlos André da Silva Müller, Rosália Maria Passos da Silva

Resumo


Os mercados futuros agropecuários são entendidos como uma ferramenta fundamental para a gestão do risco de preços, a partir dos quais, cooperativas, agricultores têm a possibilidade de reduzir riscos de volatilidade de preços, por meio de estratégias de hedge. Entretanto, o uso do mecanismo é bastante reduzido entre produtores rurais. Essa pesquisa teve a finalidade de compreender como a atuação em mercados futuros é capaz de afetar a lucratividade rural com base nos cálculos dos custos de produção de café robusta de Cacoal, em Rondônia. Buscou-se calcular estratégias de hedge de mínima variância por meio do Modelo Vetorial Auto-Regressivo para determinação do preço efetivo, bem como foi construído a planilha de custos da produção média dos produtores. Probabilisticamente, os resultados indicam que os impactos sobre a lucratividade estão concentrados em torno do preço à vista do produtor, caso não opte pela operação em mercados futuros. Conclui-se que a operação conjunta de atuação em mercados futuros e comercialização física não representa impactos tanto negativos quanto positivos na lucratividade do produtor rural de café de Cacoal, portanto esse não pode ser o argumento de não atuação em mercados futuros, mesmo considerando a distância dessa praça para o mercado tradicional.

Palavras-chave


Mercados futuros. Custos de produção. Café.

Texto completo:

PDF


 

 

  Revista ABCustos - ISSN 1980-4814

  Associação Brasileira de Custos, São Leopoldo, Rio Grande do Sul, Brasil

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia