ANÁLISE DE CUSTOS EM HOSPITAIS: COMPARAÇÃO ENTRE OS CUSTOS DE PROCEDIMENTOS DE UROLOGIA E OS VALORES REPASSADOS PELO SISTEMA ÚNICA DE SAÚDE

Antônio Artur de Souza, Alessandra Grazielle Xavier, Lívia Carolina de Matos Lima, Mariana Guerra

Resumo


Dada sua complexidade, as organizações hospitalares demandam informações detalhadas sobre os custos incorridos na prestação dos serviços de assistência à saúde, a fim de gerenciá-los. A disponibilidade de informações consistentes de custos auxilia na adequada aplicação dos recursos escassos, principalmente em hospitais prestadores de serviços ao Sistema Único de Saúde (SUS). Um dos sistemas de custeio que pode ser utilizado para a gestão dos custos hospitalares é o Custeio Baseado em Atividades (ABC). Esse sistema é diferenciado em relação aos sistemas de custeios tradicionais, pois possibilita a alocação dos custos indiretos aos serviços de modo mais eficiente. O objetivo geral desta pesquisa foi verificar se o valor repassado pelo SUS para procedimentos de urologia é suficiente para cobrir os custos incorridos na realização de tais procedimentos. Para tanto, delinearam-se os seguintes objetivos específicos: (i) calcular, com base no ABC, os custos de procedimentos de urologia a partir de dados coletados em um hospital filantrópico de Belo Horizonte/MG; (ii) buscar, no Banco de dados do Sistema Único de Saúde (DATASUS) informações sobre os valores de repasse do SUS para reembolso dos procedimentos analisados; e (iii) comparar os custos dos procedimentos calculados com os valores repassados pelo SUS. Por meio deste estudo, verificou-se que o repasse é insuficiente para todos os procedimentos analisados, sendo significativa a diferença entre o valor repassado pelo SUS e o custo calculado por meio do ABC.


Palavras-chave


Gestão de custos. Sistema ABC. Hospitais. SUS.

Texto completo:

PDF


 

 

  Revista ABCustos - ISSN 1980-4814

  Associação Brasileira de Custos, São Leopoldo, Rio Grande do Sul, Brasil

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia