CUSTO TOTAL DE PROPRIEDADE DE VEÍCULOS DE TRANSPORTE DE FUNCIONÁRIOS: ESTUDO DE CASO

Nelize Aparecida de Souza, Rodney Wernke, Antonio Zanin

Resumo


Este estudo objetivou identificar os custos totais da propriedade de dois veículos utilizados para transportar funcionários de determinada fábrica de confecções. Para essa finalidade, foi utilizada metodologia descritiva, com abordagem qualitativa e no formato de estudo de caso. Entre os resultados, cabe destacar que os fatores considerados (exclusive o custo de aquisição dos veículos) representaram a parte mais substancial do CTP/TCO: 88,72% no veículo Mercedes-Benz e 79,09% no caso do veículo Volkswagen. Além disso, quanto aos montantes finais calculados, chegou-se a valores distintos para os dois ônibus, sendo que o veículo Mercedes-Benz teve desempenho superior em relação ao Volkswagen, especialmente se considerado o parâmetro de custo por quilômetro rodado: R$ 6,933 contra R$ 7,326. A diferença verificada de R$ 0,393 a cada 1.000 metros percorridos equivale a aproximadamente 5,67% a favor do primeiro ônibus. Como contribuições práticas do estudo, além de proporcionar uma avaliação mais acurada acerca do desempenho dos dois veículos na realidade operacional cotidiana, concluiu-se que um dos dois ônibus é economicamente mais viável que o outro, o que pode subsidiar decisões sobre terceirizar ou manter frota própria. No âmbito teórico, contribuiu-se com a evidenciação de uma aplicação do conceito de CTP/TCO num contexto ainda não identificado em pesquisas correlatas.

 


Palavras-chave


Custo total de propriedade. Veículos de transporte de funcionários. Estudo de caso.

Texto completo:

PDF


 

 

  Revista ABCustos - ISSN 1980-4814

  Associação Brasileira de Custos, São Leopoldo, Rio Grande do Sul, Brasil

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia