COMPORTAMENTO DOS CUSTOS DAS EMPRESAS DE CONSTRUÇÃO CIVIL LISTADAS NA B3 ENTRE 2008 E 2017

Amanda Correia de Oliveira, Bárbara Vilela David, Valdemir da Silva, Kleber Luis Alves Guedes, José Jonas Alves Correia

Resumo


As organizações empresariais encontram-se arraigadas em um cenário de mutações rápidas e constantes. Dentre as mudanças que mais impactam as empresas, pode-se mencionar o acirramento da competitividade, carecido da expansão do nível nacional para o internacional. Assim, a análise de custos preceitua como ferramenta relevante para o gerenciamento das organizações, quando utilizada de forma coerente no processo produtivo ou no controle empresarial, de forma que, permite verificar o comportamento econômico da entidade, além de auxiliar na tomada de decisão. O objetivo deste estudo é verificar como se comportam os custos das empresas do ramo da construção civil, listadas na Brasil, Bolsa & Balcão (B3) entre 2008 e 2017. Para tal, foram coletados dados das demonstrações contábeis referentes ao período analisado. Utilizando-se de uma pesquisa descritiva, levantamento de dados e abordagem quantitativa, verificou-se que as entidades analisadas possuem uma estrutura de custos similar, visto que, nos 10 anos investigados, em média, 76% da Receita Líquida de Vendas (RLV) dessas empresas foram destinados a cobrir o custo dos produtos vendidos (CPV). Analisando-se a média dos insumos (custos e despesas) em relação à RLV, observou-se que existe uma grande ligação entre eles, pois, à medida que a receita líquida de vendas varia, os custos e despesas se alteram no mesmo sentido. Por fim, observou-se também que os melhores resultados foram apresentados entre os anos de 2008 e 2013 e que, entre os anos de 2014 e 2017, os resultados do ramo da construção civil declinaram.


Palavras-chave


Análise de Custos. Construção Civil. B3.

Texto completo:

PDF


 

 

  Revista ABCustos - ISSN 1980-4814

  Associação Brasileira de Custos, São Leopoldo, Rio Grande do Sul, Brasil

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia